• https://www.cnnaneuro.com.br/wp-content/uploads/2013/04/slide_cnna_equipe_v2.jpg

    Conheça nossa Equipe

https://www.cnnaneuro.com.br/wp-content/themes/flare/images/shadow-1.png

Doença de Alzheimer

A doença de Alzheimer é a causa mais frequente de demência. A doença foi descrita por Alois Alzheimer em 1906, mas as pesquisas sobre a doença só se intensificaram a partir do final da década de 70. Essas pesquisas permitiram que conhecêssemos muito sobre a doença, mas ainda há bastante a ser entendido sobre como e porque a doença ocorre.

Segundo dados recentes, estima-se que haja cerca de 35 milhões de pessoas com demência no mundo (cerca de 1 milhão delas no Brasil), sendo a maior parte delas com doença de Alzheimer. A maior parte dos casos de doença de Alzheimer ocorre após os 65 anos de idade, e menos de 5% das pessoas com a doença desenvolvem sintomas antes dessa idade.

Leia mais

Doença de Parkinson

A doença de Parkinson (DP) é uma doença neurológica crônica e progressiva descrita por James Parkinson em 1817. De acordo com vários estudos, mundialmente 1 em cada 100 pessoas acima dos 60 anos são afetados pela doença, embora mais raramente algumas pessoas podem desenvolver a doença abaixo dos 40 anos, havendo discreto predomínio no sexo masculino. Caracteriza-se predominantemente por dificuldades nos movimentos tendo como principais sintomas motores o tremor de repouso, a bradicinesia (lentidão dos movimentos), a rigidez muscular e instabilidade do equilíbrio. Sintomas denominados não motores também ocorrem no curso da doença sendo comuns alterações do olfato, depressão, distúrbios do sono e obstipação intestinal.

Leia mais

Comprometimento Cognitivo Leve

O termo Comprometimento Cognitivo Leve (CCL) é usado para descrever uma condição síndrômica de transição entre cognição normal e demência. É uma fase sintomática, porém pré-demencial de várias condições neurológicas, como a doença de Alzheimer (DA). O diagnóstico é caracterizado pela presença de queixas subjetivas de declínio cognitivo (frequentemente perda de memória), associado à evidência objetiva de alterações cognitivas em avaliação neuropsicológica (normalmente em uma intensidade leve) e funcionalidade relativamente preservada, ou seja, não preenchendo critérios para demência. Usualmente a alteração de memória não interfere nas atividades da vida diária.

Leia mais

Demência frontotemporal

A demência frontotemporal é tipo de demência em que o(a) paciente apresenta mudanças na personalidade e comportamento. A demência frontotemporal é uma das principais causas de demência em pessoas com menos de 65 anos de idade, junto com a doença de Alzheimer. De modo geral os sintomas se iniciam entre os 45 e 65 anos de idade, mas podem começar mais cedo ou mais tarde. É uma doença relativamente infrequente (nos Estados Unidos estima-se que ocorra em uma a cada cinco mil pessoas entre 45 e 65 anos de idade), mas que causa significativas repercussões na vida dos pacientes (que muitas vezes ainda estão em idade economicamente ativa) e seus familiares.

Leia mais

Doenças priônicas

As doenças priônicas são doenças neurodegenerativas raras que acometem seres humanos e também outros animais. São assim denominadas porque são causadas por príons. Os príons são formas modificadas de proteína presente normalmente no organismo, a proteína príon celular. A modificação da proteína normal para a proteína patogênica (ou príon – forma responsável pela doença) ocorre na maioria das vezes por causa desconhecida.

Existem 5 doenças priônicas humanas: doença de Creutzfeldt-Jakob, doença de Gertsmann-Straussler-Schinker, insônia fatal, kuru e prionopatia variavelmente sensível a protease.

Leia mais

Afasia Progressiva Primária

A afasia progressiva primária (APP) é uma síndrome neurológica rara caracterizada pela perda progressiva e predominante da linguagem. No início do quadro, o comportamento e outras habilidades cognitivas (excetuando a linguagem) encontram-se relativamente preservadas.

Leia mais